33 Madeira Consorcio Meeting Minutes (ToBinG) 13.6.2013 EXCERPT

June 15, 2013 at 11:47 am | Posted in Posts | Leave a comment
Tags: , ,

33 reunião Consórcio Madeira (ToVBinG) 13.6.2013   English version below

Olá equipe,
tivemos uma grande reunião e discussões interessantes sobre novos temas.
E trouxe fatias de abacate seco, muito interessante! (D secou também abacate, mas não o trouxe.) Não é difícil (no secador), o sabor depende da maturação. A amostra de E tem sabor como nozes pistacio, com um sabor “torrado”.

Os projetos atuais:
The cesto: o carpinteiro E e o Sr M de Vimes agora estão trabalhando no projeto. A base para a amostra em tamanho natural está pronto (terá de ser simplificado no futuro) e E está construindo a estrutura de apoio para o topo.

Discussões:
1. Protestos on-line: avaaz.org é um site de protestos on-line (também em Português, exemplo http://www.avaaz.org/po/monsanto_vs_mother_earth_rb/?tKSpNeb ), U já mandei alguns e-mails ao redor. O mais recente é sobre a NSA espionar ao mundo.
E encontrou um link interessante para o Jon Stewart Show, nos EUA, ter um olhar para o vídeo:
http://www.upworthy.com/nailed-it-let-the-daily-show-sum-up-the-nsa-scandal-in-less-tham-5-minutes-2?g=2&c=ufb1&fb_source=timeline&ref=profile#_=_

O grupo concluiu que a última tarifa EUA imposta pelo Governo sobre a importação de células solares da China (47%), o que levará as respostas similares da China, baseia-se no lobby americano de energia, que quer evitar a concorrência mais barato. Este é um exemplo do poder de longo alcance de grandes corporações.

2. Democracia Direta:
A Aliança Global (www.aliancaglobal.pt ) não parece pronto para fornecer uma plataforma de votação, e não sabemos quem está por trás desta nova iniciativa.

Discutimos os pontos fracos do modelo democrático ocidental.

– Na Turquia, o Governo esqueceu-se que a maioria da população em idade de votar se abstiveram nas últimas eleições, tecnicamente, eles tem um mandato, mas, na realidade, a maioria não quer que o governo atual, esse é o pano de fundo da instabilidade atual.
– Somente pessoas prósperas ter uma mudança para se presidente eleito. Os fundos públicos para as campanhas são alocados pelo poder do partido, não é igualmente o início de cada candidato.
– A política é emocional, e não sobre a substância.
– Os cidadãos estão mal informados

Nós viemos com algumas idéias:
– Tornar obrigatória a votar (já existe no Brasil)
– Baixar a idade de voto para 16 para que os jovens se envolverem enquanto ainda na escola
– Ensinar sobre o dever de votar e participar na escola
– Manter uma percentagem do assento no Parlamento vazio, em proporção com a população não-votante
– Permitem não só um voto “sim” (x no boletim de voto), mas também um voto “não” para cada uma das partes. Contar ambos, deduzir os votos “não” dos votos “sim”, então, determinar o vencedor.
– Ter todos os jornais imprimir o boletim de voto poucos dias antes da eleição para que os cidadãos saibam o que o papel semelhante.
– Vote em pessoas, e não as partes, o que torna a votação mais pessoal e atraente
– Estabelecer, analógico para o barómetro de popularidade, um “Barómetro limão” para o menos gostava e confiava políticos. Na Grécia, nos tempos antigos, a menos gostava e desconfiava de pessoas em uma comunidade pode enfrentar um voto negativo, que seria ou renunciar a sua propriedade ou de deixar por cinco anos.

3. Bancos de tempo – uma nova forma de moeda (http://en.wikipedia.org/wiki/Time_banking)


S  contou a história de um forno comunitário usado em uma aldeia perto de Covao (ela escreveu sua tese sobre o assunto). O forno seria aquecido uma vez por semana para todos os padeiros individuais. Eles iriam entregar a massa um após o outro. Enquanto esperavam a sua vez de usar o forno ou receber o seu pão acabado eles usariam a madeira ao lado do forno para esculpir palitos elaborados, que se tornavam famoso e um procurado souvenir, eles se transformaram mesmo em uma moeda local.
Nosso atual sistema de troca de dinheiro separa e afasta as pessoas umas das outras.

E mencionou a idéia de um Banco de Tempo há algum tempo. Existem alguns bancos de horas que já estão no mundo, este é ideal para a troca de local de serviços e mão de obra entre as pessoas (para bens uas se barter), e como nenhum valor é fixada por uma hora (arquitetos, operários, consultores ou professores de yoga tem diferentes preços , mas uma hora é sempre uma hora), o trabalho não pode ser tributado pelo Estado.

Essa troca favorece a comunidade, também pessoas com serviços simples podem dar horas de seu tempo, que podem ser trocados por serviços de maior valor. Cada pessoa é valioso num tal sistema.
Agora existe um provedor internacional para open source in-the-cloud de software (grátis, também em Português) que poderíamos usar para instalar um Banco de Tempo para Madeira (https://www.cyclos.org/cyclos-4-release # cyclos4communities )
U poderia configurá-lo e monitorá-lo, mas precisamos discutir como divulgar isso para que ele seria usado

Algumas informações básicas da Wikipedia
,,,,,,,,, Comece a citar,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,
Horário bancário é um padrão de serviço de troca recíproca que utiliza unidades de tempo como moeda. É um exemplo de um sistema monetário complementar. Um banco de tempo, também conhecido como um serviço de troca, é uma comunidade que pratica o tempo bancário. A unidade de moeda, sempre no valor de uma hora de valor do trabalho de qualquer pessoa, usado por esses grupos tem vários nomes, mas é geralmente conhecido como um dólar vez em os EUA e um crédito de tempo no Horário bancário do Reino Unido é usado principalmente para fornecer incentivos e recompensas para o trabalho, como orientação as crianças, cuidar de idosos, sendo vizinhança, trabalho normalmente feito em uma base de voluntariado, que desvaloriza um puro sistema de mercado. Essencialmente, o “tempo” se gasta oferecendo estes tipos de serviços à comunidade ganha o “tempo” que se pode passar a receber os serviços. [1], bem como ganhar créditos, os indivíduos participantes, especialmente aqueles mais acostumados a serem os destinatários em outras partes do seu vidas, pode, potencialmente, ganhar confiança, contato social e habilidades através de dar aos outros. Comunidades, portanto, utilizar serviços bancários tempo como uma ferramenta para forjar fortes ligações intra-comunitários, um processo conhecido como “construção de capital social.” Horário bancário teve sua gênese intelectual em os EUA no início de 1980. [2] Em 1990, a Fundação Robert Wood Johnson tinha investido EUA 1.200 mil dólares à banca vez piloto no contexto do atendimento ao idoso. Hoje, 26 países têm bancos de tempo ativos.
Como filosofia, bancário tempo também conhecida como Hora do Comércio [11] se baseia em cinco princípios, conhecidos como valores de tempo de Core Banking: [12]
Todo mundo é um ativo,
Algum trabalho é além de um preço monetário,
Reciprocidade em ajudar,
As redes sociais são necessárias,
A respeito por todos os seres humanos.
Idealmente, bancário tempo constrói comunidade. Membros banco de tempo às vezes se referem a isso como um retorno a tempos mais simples, quando a comunidade estava lá para seus indivíduos.

Uma entrevista em um banco de horas no bairro Gorbals de Glasgow revelou o seguinte sentimento:

[O banco time] envolve todo mundo se unindo como uma comunidade. . . os Gorbals tem nunca, não há muito tempo tinha um monte de espírito comunitário. A caminho de volta, anos atrás, tinha um monte de espírito de comunidade, mas agora você vê que em algumas áreas, as pessoas não vão mesmo ao rapaz ao lado de um pouco de açúcar. . . é isso que eu acho que o projeto está fazendo, tentando trazer isso de volta, nesse sentido comunidade. . . [
Horário bancário eo banco de horas

Membros banco de tempo ganhar crédito em dólares de tempo para cada hora que passam a ajudar os outros membros da comunidade. Os serviços oferecidos pelos membros, em Tempo Banks incluem: Child Care, assistência jurídica, aulas de idiomas, reparo home, e cuidados para os cuidadores, entre outras coisas [14] Dólares Tempo ganhou então são registrados no Banco de Tempo para ser acessado quando desejado.. Um Banco do Tempo pode, teoricamente, ser tão simples quanto um bloco de papel, mas o sistema foi originalmente concebido para tirar partido de bases de dados para fins de registro. [10] Alguns Tempo Bancos empregam um coordenador remunerado para manter o controle de transações e para coincidir com pedidos de serviços com aqueles que podem fornecê-los. [15] Em outros bancos de tempo selecionar um membro ou um grupo de membros para lidar com essas tarefas. [16] Várias organizações fornecer software especializado para ajudar os bancos a hora local gerenciar trocas. As mesmas organizações também costumam oferecer serviços de consultoria, treinamento e outros materiais para indivíduos ou organizações que procuram a hora de início Bancos do seu próprio [17].

Exemplo de serviços oferecidos pelos membros do Banco de Tempo [14]
Cuidado de crianças
Assistência jurídica
Aulas de língua
Reparo em casa
Cuidados de repouso
Gerenciamento de contas
Escrita
Biscates
Apoio de escritório / negócio
Explicações
Ensino da condução
Entrega

A missão de um banco de tempo individual influencia exatamente quais os serviços que são oferecidos. Em alguns lugares, bancário tempo é adotado como um meio de fortalecer a comunidade como um todo. Outros bancos de tempo são mais orientados para o serviço social, a mudança de sistemas e ajudando grupos desfavorecidos. Em alguns bancos de tempo, ambos são objetivos reconhecidos. [18]


O dólar tempo
O dólar vez é a unidade fundamental de troca em um banco de horas, o equivalente a uma hora de trabalho de uma pessoa. Em tempo, os bancos tradicionais, uma hora de tempo de uma pessoa é igual a uma hora de outro. Tempo de dólares são ganhos para a prestação de serviços e passou a receber os serviços. Após ganhar um dólar Tempo, uma pessoa não precisa gastá-lo imediatamente: elas podem salvá-lo indefinidamente. No entanto, desde que o valor de um dólar O tempo está fixado em uma hora, ele resiste à inflação e não rendem juros. Nestes aspectos, é intencionalmente projetada para diferir da moeda tradicional fiat usado na maioria dos países. [19] Por conseguinte, de nada adianta a acumular dólares de tempo e, na prática, muitos bancos de horas também incentivar a doação de Dólares tempo em excesso para a associação da comunidade, que é, então, passou para aqueles em necessidade ou em eventos da comunidade.


Críticas
Algumas críticas da banca vez focaram inadequações o tempo do dólar como uma forma de moeda e como um mecanismo de informação de mercado. Frank Fisher, do MIT, previu na década de 80 que tal moeda “levaria ao tipo de distorção das forças de mercado que tinha aleijado economia da Rússia”. [20] Para este dia, bancos de tempo em os EUA devem evitar a criação de qualquer valor monetário em seu Dólares de tempo, sob pena de tornar-se o lucro tributável para o IRS.

O estudo do Dr. Gill Seyfang do Tempo Gorbals Banco um dos poucos estudos de banco de horas realizadas pelos acadêmicos comunidade cotados vários outros problemas não-teóricas com banco de horas. O primeiro é a dificuldade de comunicar aos membros potenciais exatamente o que faz bancário horário diferente, ou “levar as pessoas a entender a diferença entre o Tempo Banking e voluntariado tradicional”. [21] Ela também observa que não há garantia de que as necessidades de cada pessoa será previsto por um Banco de Tempo por força do fato de que o fornecimento de certas habilidades podem faltar em uma comunidade. [22]

Uma das críticas mais rigorosas do Tempo Banking é a sua sustentabilidade organizacional. Enquanto algum tempo Banks membro prazo com relativamente baixos custos gerais não existem [16], outros pagam uma equipe para manter a organização funcionando. Isso pode ser muito caro para empresas menores e sem uma fonte de longo prazo do financiamento, que pode dobrar

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,, Citações final,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

U deu folhetos de Grao d’Uva (www.graoduva.pt ), um dos melhores cafés e lojas de vinho na cidade, e uma nova empresa excursão biodiversidade, com um programa com pássaros, morcegos e borboleta watching, excursões para o Laurissilva e mais (www.madeira-fauna-flora.com )

A nossa organização:
Nosso Blog está em https://madeiraconsorcio.com/
Facebook é a https://www.facebook.com/groups/111171635690698/

O grupo de Agricultura se reunirá em 27 de junho .
O grupo ToBing se reunirá no dia 4 de julho, em um novo lugar
 

33 Madeira Consorcio Meeting Minutes (ToBinG) 13.6.2013

Hello Team,

we had a great meeting, and interesting discussions about new subjects.

E brought dried avocado slices, very interesting! (D also dried avocado but didn’t bring any.) It is not difficult (in the dryer), the taste depends on the ripeness. E´s sample tasted a bit like pistacio nuts, with a “roasted” aftertaste.

Current projects:

The  Basket: the carpenter E and the weaver M are now working on the project. The base for the life size sample is ready (will need to be simplified in the future) and E is now building the support structure for the top.

Discussions:

1.Online protests: avaaz.org is a website for online protests (also in Portuguese, example http://www.avaaz.org/po/monsanto_vs_mother_earth_rb/?tKSpNeb), U already sent some emails around. The latest one is about the NSA spying on the world.

E found an interesting link for the Jon Stewart Show in the USA, have a look at the video:

http://www.upworthy.com/nailed-it-let-the-daily-show-sum-up-the-nsa-scandal-in-less-tham-5-minutes-2?g=2&c=ufb1&fb_source=timeline&ref=profile#_=_

The group found that the latest US tariff imposed by the Government on the import of solar cells from China (47%) which will lead to similar counteractions from the Chinese, is based on the American energy lobby which wants to prevent cheaper competition coming in. This is an example of the far-reaching power of big corporations.

2. Direct Democracy:

The Alianca Global (www.aliancaglobal.pt) does not seem ready to provide a voting platform, and we do not know who is behind this new initiative.

We discussed the weaknesses of the western democratic model.

  • In Turkey, the Government forgot that most of the voting age population abstained in the last elections; technically, they got a mandate but in reality, the majority does not want the current government, this is the background of the current unrest.
  • Only prosperous persons have a change to get elected president. The public funds for campaigns are allocated by party power, not equally top each candidate.
  • Politics is emotional, not about substance.
  • Citizens are badly informed

We came up with some ideas:

  • Make it compulsory to vote (already exists in Brazil)
  • Lower the voting age to 16 so that youngsters get involved while still in school
  • Teach about the duty to vote and participate in school
  • Keep a percentage of the seat in Parliament empty, in proportion to the non-voting population
  • Allow not only a “yes” vote (x on the ballot paper) but also a “no” vote for each party. Count both of them, deduct the “no” votes from the “yes” votes, then determine the winner.
  • Have all newspapers print the ballot paper a few days before the election so citizens know what the paper look like.
  • Vote for persons, not parties, this makes voting more personal and appealing
  • Establish, analog to the popularity barometer, a “Lemon Barometer” for the least liked and mistrusted politicians. In Greece in the old times, the least liked and mistrusted persons in a community could face a negative vote, they would either forgo their property or have to leave for five years.

3. Time banks – a new form of currency (http://en.wikipedia.org/wiki/Time_banking )

S recounted the story of a community oven used in a village near Covao (she wrote her thesis about it). The oven would be heated up once per week for all individual bakers. They would deliver the dough one after another. While they waited their turn to use the oven or receive their finished bread they would use the wood next to the oven to carve elaborate toothpicks which became famous and a sought-after souvenir, they turned into a local currency.

Our current system of money exchange separates and alienates people from each other.

E mentioned the idea of a Time Bank some time ago. There are some time banks already in the world, this is ideal for the local exchange for services and labour between people (goods should be bartered), and as no € value is fixed for an hour (architects, laborers, consultants or yoga teachers have different € prices but one hour is always one hour), the work done cannot be taxed by the state.

This exchange fosters the community; also persons with simple services can give hours of their time, which can be exchanged for higher value services. Every person is valuable in such a system.

The is now an international provider for open source free in-the-cloud software (also in Portuguese) which we could use to install a Time Bank for Madeira (https://www.cyclos.org/cyclos-4-release#cyclos4communities)

U could set this up and monitor it but we need to discuss how to publicize this and get it to be used

 

Some basic info from Wikipedia

,,,,,,,begin quote,,,,,,,,,,,,,,,

Time banking is a pattern of reciprocal service exchange that uses units of time as currency. It is an example of an complementary monetary system. A time bank, also known as a service exchange, is a community that practices time banking. The unit of currency, always valued at an hour’s worth of any person’s labor, used by these groups has various names, but is generally known as a time dollar in the U.S. and a time credit in the U.K. Time banking is primarily used to provide incentives and rewards for work such as mentoring children, caring for the elderly, being neighborly—work usually done on a volunteer basis—which a pure market system devalues. Essentially, the “time” one spends providing these types of community services earns “time” that one can spend to receive services.[1] As well as gaining credits, participating individuals, particularly those more used to being recipients in other parts of their lives, can potentially gain confidence,social contact and skills through giving to others. Communities therefore use time banking as a tool to forge stronger intra-community connections, a process known as “building social capital.” Time banking had its intellectual genesis in the U.S. in the early 1980s.[2] By 1990, the Robert Wood Johnson Foundation had invested US $1.2 million to pilot time banking in the context of senior care. Today, 26 countries have active Time Banks.

s a philosophy, time banking also known as Time Trade[11] is founded upon five principles, known as Time Banking’s Core Values:[12]

  • Everyone is an asset,
  • Some work is beyond a monetary price,
  • Reciprocity in helping,
  • Social networks are necessary,
  • A respect for all human beings.

Ideally, time banking builds community. Time Bank members sometimes refer to this as a return to simpler times when the community was there for its individuals. An interview at a time bank in the Gorbals neighborhood of Glasgow revealed the following sentiment:

[the time bank] involves everybody coming together as a community . . . the Gorbals has never—not for a long time—had a lot of community spirit. A way back, years ago, it had a lot of community spirit, but now you see that in some areas, people won’t even go to the chap next door for a some sugar . . . that’s what I think the project’s doing, trying to bring that back, that community sense . . .[

Time banking and the time bank

Time Bank members earn credit in Time Dollars for each hour they spend helping other members of the community. Services offered by members in Time Banks include: Child Care, Legal Assistance, Language Lessons, Home Repair, and Respite Care for caregivers, among other things.[14] Time Dollars earned are then recorded at the Time Bank to be accessed when desired. A Time Bank can theoretically be as simple as a pad of paper, but the system was originally intended to take advantage of computer databases for record keeping.[10] Some Time Banks employ a paid coordinator to keep track of transactions and to match requests for services with those who can provide them.[15] In other Time Banks select a member or a group of members to handle these tasks.[16] Various organizations provide specialized software to help local Time Banks manage exchanges. The same organizations also often offer consulting services, training, and other materials for individuals or organizations looking to start Time Banks of their own.[17]

Example services offered by Time Bank members[14]

Child care Legal assistance Language lessons
Home repair Respite care Account management
Writing Odd jobs Office/business support
Tutoring Driving instruction Delivery

The mission of an individual time bank influences exactly which services are offered. In some places, time banking is adopted as a means to strengthen the community as a whole. Other time banks are more oriented towards social service, systems change, and helping underprivileged groups. In some time banks, both are acknowledged goals.[18]

The time dollar

The time dollar is the fundamental unit of exchange in a time bank, equal to one hour of a person’s labor. In traditional time banks, one hour of one person’s time is equal to one hour of another’s. Time dollars are earned for providing services and spent receiving services. Upon earning a Time Dollar, a person does not need to spend it right away: they can save it indefinitely. However, since the value of a Time Dollar is fixed at one hour, it resists inflation and does not earn interest. In these ways it is intentionally designed to differ from the traditional fiat currency used in most countries.[19] Consequently, it does little good to hoard Time Dollars and, in practice, many time banks also encourage the donation of excess Time Dollars to a community pool which is then spent for those in need or on community events.

Criticisms

Some criticisms of time banking have focused on the time dollar’s inadequacies as a form of currency and as a market information mechanism. Frank Fisher of MIT predicted in the 80s that such a currency “would lead to the kind of distortion of market forces which had crippled Russia’s economy.”[20] To this day, Time Banks in the U.S. must avoid setting any monetary worth on their Time Dollars, lest it become taxable income to the IRS.

Dr. Gill Seyfang’s study of the Gorbals Time Bank—one of the few studies of time banking done by the academic community—listed several other non-theoretical problems with time banking. The first is the difficulty of communicating to potential members exactly what makes time banking different, or “getting people to understand the difference between Time Banking and traditional volunteering.”[21] She also notes that there is no guarantee that every person’s needs will be provided for by a Time Bank by dint of the fact that the supply of certain skills may be lacking in a community.[22]

One of the most stringent criticisms of Time Banking is its organizational sustainability. While some member-run Time Banks with relatively low overhead costs do exist,[16] others pay a staff to keep the organization running. This can be quite expensive for smaller organizations and without a long-term source of funding, they may fold

 

,,,,,,,,,,,,,,,,,,end quote,,,,,,,,,,,,,,,,

 

 

U gave out brochures from Grao d’Uva (www.graoduva.pt) ,one of the best coffee and wine shops in town, and a new biodiversity excursion company with a program with bird-, bat- and butterfly watching, excursions into the Laurissilva and more (www.madeira-fauna-flora.com)

 Our organisation:

Our Blog is at https://madeiraconsorcio.com/

Facebook is at https://www.facebook.com/groups/111171635690698/

The Agriculture group will meet on June 27 .

The Tourism & Business group will meet on July 4, in a new place.

Advertisements

Leave a Comment »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.
Entries and comments feeds.